Tratamento para
Dermatite

Dermatite

Dermatite é um termo genérico para as reações inflamatórias que ocorrem na pele. Na dermatologia, utilizamos essa palavra para descrever os eczemas.

Dependendo do tempo de duração, classificamos os eczemas em agudos ou crônicos. Na fase aguda, observamos mais vermelhidão, inchaço, formação de vesículas, bolhas e secreção. Já nos casos crônicos, observamos uma pele mais espessa e ressecada. A coceira pode ou não estar presente em qualquer fase.

Existem vários tipos diferentes de dermatite. Os principais são:


  1. • Dermatite atópica: com importante componente hereditário, é uma doença crônica que normalmente se inicia na infância. Nos casos mais intensos, permanece na vida adulta. Classicamente, as lesões ocorrem nas dobras dos braços e pernas e coçam. Pode estar associada a asma ou rinite. A pele dos atópicos é mais seca e sensível e, por isso, precisa de cuidados especiais e muita hidratação.

  2. • Dermatite de contato: ocorre após exposição a um componente que provoca irritação ou alergia. Exemplos de substâncias que podem causar dermatite de contato: esmalte, borracha, algumas plantas, metais, cosméticos, cimento etc.

  3. • Dermatite seborreica: inflamação crônica e recorrente, com períodos de melhora e piora. Acomete as regiões ricas em glândulas sebáceas, como couro cabeludo e face. Caracteriza-se pela presença de descamação e vermelhidão discreta. Ocorre principalmente em homens. Casos mais leves no couro cabeludo são popularmente chamados de "caspa".

  4. • Dermatite de estase: ocorre na parte inferior das pernas. Está associada a problemas de circulação sanguínea. Para esse tipo de dermatite, é importante o seguimento conjunto com um cirurgião vscular. O uso de meias elásticas pode ser benéfico.

  5. • Dermatite de fraldas: inflamação cutânea que aparece, no bebê, na área de contato com a fralda. Vulgarmente chamada de assadura, ocorre pela ação irritativa das fezes e urina. Pode estar associada a infecção fúngica. A melhor maneira de evitar é a troca frequente das fraldas, com limpeza adequada e uso de cremes de barreira, que protegem a pele.

O tratamento da dermatite dependerá do tipo, das causas e da extensão da doença. Portanto, o acompanhamento médico é fundamental. Com o auxílio de um especialista e o tratamento adequado, a dermatite pode ser bem controlada, mesmo nos casos crônicos.

Pergunte à Doutora

Dra. Vivian Loureiro

Agende sua consulta

Teremos o maior prazer em atendê-lo e cuidar da sua pele.

O que dizem
Nossos Clientes

Nos esforçamos, diariamente, para oferecer aos nossos pacientes, um atendimento humanizado e de excelência.

Aqui você irá encontrar os depoimentos de quem passou pela clínica da Dra. Vivian Loureiro

Cadastre-se em nossa Newsletter

Receba nossas dicas, notícias e novidades!

Rua Joaquim Floriano, 466. Conj 512. Itaim Bibi, São Paulo, SP

Responsável Técnico: Dra. Vivian Loureiro. CRM 135.240 - RQE 40.094 © 2018 Todos os Direitos Reservados.

Criação de Sites: Agência 3xceler

Agende sua Consulta Mande um Whatsapp